domingo, 31 de outubro de 2010

Lovely lonely night.

Céu escuro e vazio. Imensidão distante. Entrelaçando olhares, capturando imagens escuras, o mundo gira. E gira tão devagar que não percebo nem mesmo que a vida vai passando... Olhares vazios me cercam. Não consigo então parar de desejar com egoísmo tudo o que não me é ofertado. E este mesmo céu que segue escuro sobre mim vai tirando aos poucos a vontade de viver. Antes eu contava 380 estrelas, agora encontro apenas duas.
Me pergunto aonde foram parar as outras. Aonde eu fui parar... Perdida em multidões, deixando tudo de lado só para não precisar perder tempo pensando. Ignorando sentimentos e palavras vazias, presa dentro de mim mesma sem chance de escape.

Um comentário: