segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Fugindo de mim.

O vento sopra lá fora fazendo um barulho que não me deixa dormir. As noites viraram pesadelos e nem sequer pego no sono, sabendo então que tudo o que sinto é real. E eu, que sempre quis tanto me encontrar... Tudo o que sei agora, é que me perdi. Me perdi em olhares mentirosos, Em palavras vazias. Me deixei enganar por coisas nas quais acreditava que jamais poderiam me vencer.
Corri contra o tempo, contra meus ideais, meus sonhos. Me afundei em algo que me prente e não quer soltar. A força de vontade de "ser" foi tomada pela preguiça de correr atrás. Me acomodei em uma rotina sem sentido, reclamando de tudo e de todos pelo simples fato de não ter o que fazer.
O céu é sempre escuro agora, a hora do dia independe. E o desejo de mudar precisa começar a ser mais forte do que as sombras. Meu corpo e minha mente precisam se reerguer.

2 comentários:

  1. Nossa, parece que foi escrito pra mim!
    Muito bom*----*
    By:Michele

    ResponderExcluir