segunda-feira, 1 de março de 2010

Menina-Mulher


Quando tudo parece certo demais, quando as coisas começam a se encaixar, é aí que o destino resolve mostrar o seu lado mais sombrio. A dor chega, com cautela, fazendo sangrar delicadamente cada pedaço de seu corpo, dilacerando aos poucos o coração da menina que não mais merece sofrer.
E ela que sempre pensou que ganharia o mundo com aqueles olhos castanhos, que sempre pensou estar em liberdade entre as paredes daquela bolha; ela que tem uma necessidade incontrolável de vencer e sair ilesa. Ela caiu.
Ela caiu mas jamais pensou em desistir, seus olhos ficaram úmidos e vazios e a sua voz foi ficando cada vez mais fraca, e os gritos de fúria agora eram apenas murmúrios de uma boca inocente. Uma boca tão poucas vezes beijada... Uma boca que merece todo o respeito. Esculpida como que na medida certa para um único ser. Esculpida para beijar os lábios de um menino que precisa prestar mais atenção às facetas da menina-mulher que nos seus ombros adormece. Ei menino inocente, ela tem necessidades; necessidades essas que precisam ser saciadas.
Tudo que ela precisa saber por este meio,é que há alguém ali para segurá-la, alguém que a protegerá de todos os perigos deste 'mundo real', alguém que a coloca em primeiro plano, antes mesmo de si própria.

To my decoy, S.

Um comentário:

  1. i love you and i need you, ALL THE TIME! s2 It's HyLine (L)

    ResponderExcluir